sábado, 14 de fevereiro de 2009

Multiplas

FESTIVAL
Femusc já começa a pensar na edição 2010

O Instituto Festival de Música de Santa Catarina já planeja a edição do próximo ano do Femusc. Em 2010, o evento irá comemorar seu quinto aniversário, que será celebrado de forma especial. Segundo o diretor artístico, Alex Klein, o evento tem muito a festejar. “Tivemos uma média de público de mil pessoas por dia se somarmos todos os eventos. Isso é valioso, considerando que a música clássica não é preferência unânime e nem poderia ser”, afirma o instrumentista.
***********
MÚSICA
Orquestra da Sociesc seleciona músicos

Foram prorrogadas até 11 de março as inscrições para o teste seletivo da Orquestra da Sociedade Educacional de Santa Catarina (Sociesc), em Joinville. Serão selecionados até 35 músicos para os seguintes instrumentos: baixo, bateria, cello, fagote, flauta, guitarra, percussão, piano, teclado, trombone, trompa, trompete, baixo elétrico, viola, violino, sax, tenor e alto. O teste será dia 14 de março. Informações: (47) 3461-0246 ou pelo infextensao@sociesc.org.br.
**********
LITERATURA
Inscrições são prorrogadas para dar mais tempo às produções
Até para dar mais tempo à produção, as inscrições para o Prêmio Cruz e Sousa, que iriam até o início de março, foram prorrogadas para 6 de abril. As chuvas que atingiram Santa Catarina no final de 2008 e a temporada de verão foram apontados como os motivos para a alteração. “Foi uma fase difícil, mas os projetos estão chegando. É até normal o pessoal deixar tudo para a última hora”, explica a presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Anita Pires.O projeto de lançar uma bolsa como alternativa está em análise e pode ser a novidade da próxima edição do Cruz e Sousa, ainda sem data definida. “Recebemos sugestões de pessoas que não podem abandonar as atividades para participar. Como esse edital está na rua, não tem como alterar. Mas já iniciamos essas discussões”, afirma.Uma comissão, formada por escritores e membros da FCC, começa ainda esse mês as tratativas para determinar como seria o processo de distribuição dessas bolsas. Para Anita, a alteração pode reafirmar o compromisso do prêmio em estimular novos escritores. “Temos de começar a pensar com outro viés, atendendo ao desejo da classe de escritores”, argumenta.

Nenhum comentário: