quinta-feira, 4 de setembro de 2008

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO - Brasil - Florianópolis

FESTIVAL PALCO GIRATÓRIO - Brasil - Florianópolis
De 01 a 30 de Setembro 2008
Espetáculos e oficinas de Teatro e Dança com artistas de todo o Brasil.


Locais das apresentações: Teatro SESC Prainha, Teatro Álvaro de Carvalho, Centro de Cultura e Eventos da UFSC, Espaço Cênico do Centro de Artes da UDESC, Terminal Rodoviário Rita Maria, Praça Bento Silvério (Lagoa da Conceição), Centro de Florianópolis


Locais das oficinas: SESC Florianópolis, Auditório de Artes Cênicas da UFSC, Centro de Artes da UDESC



ESPETÁCULO DE ABERTURA:
ISADORA.ORB, a Metáfora final
Cia. Arquitetura do Movimento

DIA: 01 de setembro – segunda feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro Álvaro de Carvalho

Indicação: a partir de 10 anos

'Isadora.Orb, a Metáfora final', é uma fábula multimídia sobre o desejo do artista de conhecer o espaço sideral para poder criar poesia e arte em órbita ao redor da terra. Inspirados em Isadora Duncan, bailarina que revolucionou a dança no início do século XX, o espetáculo apresenta de forma bem humorada e poética a proposta de construir um módulo espacial (batizado de Módulo Isadora) para enviar artistas para criar arte em órbita; em manifesto ao monopólio das ciências sobre o espaço. Com o recurso de três câmeras em cena e um mixador de imagens, a bailarina Andrea Jabor dança e interage com a projeção, dando a sensação de pertencer às imagens. Atua também um DJ operando a trilha ao vivo. É dança, animação com objetos, contação de histórias e documentário. Através de metáforas de profundidade e altura, entre o mar e o espaço, os artistas encontram-se virtualmente e criam um espetáculo onde buscam a metáfora final.


PROGRAMAÇÃO:

Gaivota (alguns rascunhos)
Piollin Grupo de Teatro (PB)

DIA: 02 de setembro – terça-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha

Indicação: teatro adulto
Montagem do texto de Tchecov, que narra os conflitos de um jovem escritor. O enredo combina diferentes linguagens e coloca o ator no foco central do espetáculo. Para encenar o texto, escrito há mais de um século, foi necessário resgatar o que havia de vivo, criativo e orgânico por trás das palavras. Para isso, o grupo desenvolveu uma série de estratégias de orquestração cênica, em que se perceber no espaço se torna mais importante do que atuar.

Larvárias
Cia do Giro (RS)

DIA: 04 de setembro – quinta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha

Indicação: teatro adulto
Larvárias retrata os aspectos do cotidiano, seu humor e sua poesia. De um imenso mundo branco, surgem máscaras-larvas em diferentes estados e formas, figuras intermediárias que unem homem e bicho. Essas características não estão definidas nem como propriamente humanas,nem somente animais.O espetáculo é inspirado nas máscaras do Carnaval de Basel, na Suíça, introduzidas na década de 60 pelo francês Jacques Lecoq e depois incorporadas na pesquisa de outras escolas, como a Ecole International Philliphe Gaulier.


Gueto Buffo
Cia do Giro (RS)

DIA: 05 de setembro – sexta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Espaço Cênico – CEART/UDESC

GRATUITO

Gueto Bufo acontece a partir da entrada de duas mendigas que foram expulsas de um espaço público não condizente aos seus modos. Foram mandadas para o gueto. A partir do diálogo inicial, onde comentam o incidente, iniciam as paródias: elas jogam de forma cômica as situações que vivem diariamente, parodiando seus opressores e ilustrando assim a delimitação de território feita pela sociedade. A demarcação dos guetos sociais. É justamente a partir destas paródias que a cena se desenvolve. A grandeza do jogo bufonesco está na forma como estas amigas inseparáveis, banidas socialmente, encontraram para expressar suas idéias: através do humor e da ironia. Bufão é a poesia do grotesco, a exposição da humanidade das minorias.


Clownssicos
Cia do Giro (RS)

DIA: 06 de setembro – sábado
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha

Uma CIA de Clowns, cansada de só lidar com "os temas menores que envolvem o riso", decide revelar toda a sua capacidade interpretativa através dos grandes clássicos da cena ocidental. Desfilam pelo palco fragmentos de Tragédia Grega, Shakespeare, Melodrama e Realismo – todos tratados de forma sincera e profissional pelo olhar clownesco. Segundo a CIA, "CLOWNSSICOS é uma montagem contemporânea que respeita as raízes mais profundas dos dramas ou tragédias vividos por Édipo, Jocasta, Medéia, Romeu e Julieta, Hamlet, Ofélia, Macbeth e sua Lady, François e Nicole, Masha e Medvedenko..." Com seriedade e competência esta CIA de Clowns revela o profundo conhecimento que tem sobre Estilos de Interpretação Teatral: as diferentes técnicas, conceitos e dramaturgias...

Mini Teatro Ecológico - Caatinga
Giramundo (MG)

DIA: 07 de setembro – domingo
Horário: 17 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha

O Miniteatro Ecológico e uma coleção de espetáculos de teatro de bonecos, vídeos e livros sobre o mundo natural. O mundo natural é o conjunto dos seres vivos e do ambiente formado por matéria não-viva como as rochas, os mares, as nuvens e mil coisas mais. Em Caatinga, Zé Rasgado foi mandado embora por seu patrão, o vil Coronel Traficano. Agora, ele e sua filha Inércia passam por sérias dificuldades na Caatinga. Mas eis que surge a oportunidade de redenção para Zé Rasgado: caçar o lobisomem que assombra a região! Ele só não contava com um problema...

O Grande Circo dos Irmãos Saúde
Movimento Rua do Circo (DF)

DIA: 08 de setembro – segunda-feira
Horário: 15 HORAS
Local: Terminal Rodoviário Rita Maria

GRATUITO

O espetáculo é feito por dois amigos, irmãos e palhaços, que usando de elementos de esquetes tradicionais, temperadas com manobras acrobáticas e números de malabares do circo moderno, exercitam a incrível e maravilhosa arte da convivência. Um jogo em que os sentimentos oscilam da raiva ao amor em segundos, os irmãos exploram cenas cotidianas que levam ao espetáculo e ao espectador a dúvida da realidade. Um espetáculo que foi concebido para rua e para as escolas, tem como objetivo alcançar as comunidades mais afastadas. Por isso foi pensado de forma fácil para se transportar, montar e apresentar. Contudo, ganha requintes de luz, efeitos sonoros e fumaça, quando apresentado em um teatro. Esse é um trabalho que tem a simplicidade da rua e grandiosidade do circo.

Brincadeiras de Circo
Movimento Rua do Circo (DF)

DIA: 09 de setembro – terça-feira
Horário: 15 HORAS
Local: Praça XV de Novembro - Centro

Dispostos de números e esquetes tradicionais, "Brincadeiras de Circo", propõe acrobacias, equilibrismo, palhaçada, mágica e muita emoção. Mandioca Frita e os Irmãos Saúde, Chaubraubrau e Raquaquá, proporcionam aos espectadores um verdadeiro espetáculo de variedades circenses. Resgatando canções e cirandas populares, trabalhando a linguagem do palhaço tradicional, com esquetes populares e muita alegria. Juntos constroem uma história encantadora no grande e mágico universo do circo.

Quando crescer, eu quero ser
Teatro Xirê Xirê (RJ)

DIA: 09 de setembro – terça-feira
Horário: 16 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha


Encarnado
Lia Rodrigues Companhia de Danças (RJ)

DIA: 10 de setembro – quarta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Auditório Garapuvu - Centro de Cultura e Eventos da UFSC

Indicação: público adulto

A palavra 'encarnado' contém sentidos diversos: bíblico, político, folclórico, lingüístico. Da Bíblia, no Antigo testamento, é conhecida a sentença: "E o verbo se fez carne e habitou entre nós." É conhecida também a simbologia política do encarnado ou do vermelho. Nas festas populares do interior do Brasil há disputas tradicionais e acirradas entre os partidos: azul e encarnado.
Encarnado vem do ato de encarnar, de tornar alguma coisa semelhante, na cor ou no aspecto, à carne. E ainda se diz também de 'encarnado', o ato pelo qual os seres a quem se atribui divindade se materializam. É a cor do fogo , das rosas, da papoula e da fruta amadurecida, é a cor do sangue

Aquilo de que somos feitos
Lia Rodrigues Companhia de Danças (RJ)

DIA: 11 de setembro – quinta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha
Indicação: público adulto
Levantar ou tirar aquilo que cobria; pôr a vista; encontrar; descobrir; achar; encontrar pela primeira vez; manifestar;revelar; descobrir segredos; inventar; notar; dar a conhecer; tornar-se claro; revelar sua identidade; mostrar-se; aparecer
Esta definição da palavra "descobrir", retirada de um dicionário, poderia ser a sinopse do espetáculo AQUILO DE QUE SOMOS FEITOS, criação da Lia Rodrigues Companhia de Danças. Desenvolvido pela coreógrafa Lia Rodrigues, em conjunto com os bailarinos da companhia, AQUILO DE QUE SOMOS FEITOS não revela somente os corpos que se mostram como se fossem esculturas humanas, mas também idéias, convicções, críticas que estão no imaginário coletivo.

Sonora Brasil – Madrigal Paidéia

DIA: 12 de setembro – sexta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha
O Coração Delator
Trilogia Lugosi - Renato Turnes e Jefferson Bittencourt (SC)

DIA: 13 de setembro – sábado
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha

Outsider
Trilogia Lugosi - Renato Turnes e Jefferson Bittencourt (SC)

DIA: 14 de setembro – domingo
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha

Das saborosas aventuras de Dom Quixote de La Mancha e seu escudeiro Sancho Pança – um capítulo que poderia ter sido
Teatro que Roda (GO)

DIA: 15 de setembro – segunda-feira
Horário: 16 HORAS
Local: Rua Trajano em frente ao Bob’s – Centro
GRATUITO
Um executivo, cansado de sua rotina, resolve mergulhar num mundo imaginário em busca de aventuras e emoções. Ele passa a acreditar ser Dom Quixote de La Mancha, o valoroso cavaleiro criado pelo espanhol Miguel de Cervantes, no século XVII, e sai pela cidade buscando sua platônica amada Dulcinéia, que se apresenta como alucinação, vestida de noiva, durante o decorrer da história. Com seu fiel escudeiro Sancho Pança - um catador de papel de rua - que se rende à persuasão do cavaleiro por acreditar na recompensa final, além do famoso cavalo Rocinante, Quixote sai pelas ruas à procura de aventuras. Cada passante, monumento e aparelhagem da cidade se transforma em feiticeiros, dragões e gigantes através dos olhos de Dom Quixote.


A Ponto de Partir
Maria Carolina Vieira e Heloisa Marina (SC)

DIA: 16 de setembro – terça-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha
Indicação: público adulto
A Ponto de Partir trata de recordações do passado, esquecimento e solidão. Duas mulheres idosas mostram ao público uma coleção de cartões postais e fazem uma viagem por momentos de suas vidas. Elas já escreveram tantas coisas para pessoas que nem sabem mais quem são. Hoje esperam algo que nunca vem e mostram tudo aquilo que ainda têm.

Casa de Ferro
Estado Dramático (BA)

DIA: 17 de setembro – quarta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro SESC Prainha
Indicação: público adulto
O espetáculo a Casa de Ferro traz como temática a diáspora africana. Expondo o desenraizamento do povo africano e de sua cultura, passando pelo processo de dominação forçada e a posterior transcendência no âmbito mítico-ritualistico, representando temas como: o nascimento, a raiz (Terra Mãe), a captura, a travessia, o cativeiro, a evangelização, a resistência, o castigo, a morte e a transcendência.

O Pupilo quer ser Tutor
Cia. Teatro Sim...Por Que Não?!!! (SC)

DIA: 18 de setembro – quinta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Teatro Álvaro de Carvalho

Indicação: público adulto

As relações de poder entre dois homens traduzidas através de gestos, ações, fragmentos de vida retirados do cotidiano de trabalho, de momentos de repouso, da vida enfim. Teatro, dança, performance, pantomima, convivem de forma inusitada nesta obra de um dos mais inquietos e polêmicos dramaturgos da atualidade.

Amor e Loucura
Roda Teatro de Bonecos (BA)

DIA: 19 de setembro – sexta-feira
Horário: 20 HORAS
Local: Espaço Cênico – CEART/UDESC

Indicação: público adulto
A partir de argumento de origem mitológica recontado por escritores renomados como La Fontaine, o espetáculo Amor & Loucura fala do encontro desses dois elementos e de como elas nunca mais se separaram. Munidos de luvas, os atores manipuladores vestem preto e trabalham sobre uma estrutura circular móvel que faz alusão ao universo. A concepção do Grupo A Roda imprime ao tema elementos fantásticos apoiados pela magia dos bonecos de madeira confeccionados por Olga Gómez e pelos poemas de Myriam Fraga que, pela primeira vez, são narrados pela própria poetisa.

O Combate
Roda Teatro de Bonecos (BA)

DIA: 20 de setembro – sábado
Horário: 19h, 19h30, 20h, 20h30, 21h
Local: Teatro SESC Prainha
Espetáculo que estreou no Fifth Toy Teather Festival – Nova York em 2000 conta a história do mito do São Jorge e o Dragão como uma luta pela auto libertação e alcance da maturidade interior. Com bonecos articulados em madeira, de aproximadamente 20cm, o espetáculo acontece para uma pequena platéia de até 25 espectadores. Duração: 17 minutos.
Histórias da Caixa
Roda Teatro de Bonecos (BA)

DIA: 21 de setembro – domingo
Horário: 16h
Local: Praça Bento Silvério – Lagoa da Conceição


É a experiência mais antiga do grupo e vem sendo executada desde a sua formação. São pequenos espetáculos que acontecem em uma caixa preta que lembram as dos antigos fotógrafos lambe-lambe e contam histórias inpiradas no folclore, na mitologia e na tradição oral. Os pequenos espetáculos duram de 2 a 3 minutos e são para um ÚNICO espectador que coloca o rosto dentro da caixa onde exibe-se uma breve história contada com bonecos que vivem nas mãos do manipulador situado do lado oposto. Duração: 2 a 3 minutos a sessão. Gratuito.
As Quatro Chaves
Teatro Vento Forte (SP)

DIA: 22 de setembro – segunda-feira
Horário: 12h30
Local: Praça dos 3 Poderes (em frente ao SESC Florianópolis)
GRATUITO
A peça fala da realização de desejos e sentimentos de quatro personagens.Os desejos que são realizados pelos atores e público, são roubados por um ladrão e trancados em um baú com quatro chaves, que são escondidas. A partir daí,inicia-se uma viagem mágica em busca das chaves,vasculhando o centro da terra, a fronteira da noite e do dia, o fundo do mar e as nuvens do céu, até as chaves serem encontradas.
Circo Minimal
Cia Gente Falante (RS)

DIA: 24 de setembro – quarta-feira
Horário: 16h
Local: Terminal Rodoviário Rita Maria
GRATUITO
A Cia Gente Falante comemorou seus 12 anos (em 2003) de atividades em teatro de animação, com estréia do Circo MINIMAL (agora em 2006 completando seus 15 anos). Este Circo conta com dez atrações no seu repertório, encenando histórias curtas com animais humanizados, insetos, galinhas, camelos, serpentes. O Circo MINIMAL está configurado para atender a um público de sete pessoas (grupo de amigos, família...) com uma estrutura técnica em miniatura, independente e itinerante. Esta pequena ilha de sonhos, que mescla o Circo de variedades e o Teatro de Formas Animadas, estará aberta a experimentações de todas as possíveis técnicas; priorizando a pesquisa da miniaturização e o uso de obras mímicas. O Circo MINIMAL é um desdobramento da linguagem das caixinhas-teatro individuais (Teatro Lambe-Lambe).


Circo Minimal
Cia Gente Falante (RS)

DIA: 25 de setembro – quinta-feira
Horário: 15h
Local: Praça XV de Novembro
GRATUITO
A Cia Gente Falante comemorou seus 12 anos (em 2003) de atividades em teatro de animação, com estréia do Circo MINIMAL (agora em 2006 completando seus 15 anos). Este Circo conta com dez atrações no seu repertório, encenando histórias curtas com animais humanizados, insetos, galinhas, camelos, serpentes. O Circo MINIMAL está configurado para atender a um público de sete pessoas (grupo de amigos, família...) com uma estrutura técnica em miniatura, independente e itinerante. Esta pequena ilha de sonhos, que mescla o Circo de variedades e o Teatro de Formas Animadas, estará aberta a experimentações de todas as possíveis técnicas; priorizando a pesquisa da miniaturização e o uso de obras mímicas. O Circo MINIMAL é um desdobramento da linguagem das caixinhas-teatro individuais (Teatro Lambe-Lambe).


Saudade em Terras D’água
Cia Dos a Deux (RJ/FRANÇA)

DIA: 26 de setembro – sexta-feira
Horário: 20h
Local: Teatro Álvaro de Carvalho
GRATUITO
Embarcar, desviar, provocar, Saudade em Terras d’água revoluciona nossas percepções e nos conduz ao exílio forçado de uma família. A peça conta a história de uma mãe e seu filho, habitantes isolados no meio de um mar azul-infinito. As personagens vivem uma existência simples, quase arcaica. Um dia, a mãe, preocupada com a continuidade dessa vida, parte em busca de uma mulher para seu filho. A mulher vem de uma outra terra, distante. Os três aprendem a se conhecer e vão construindo seu espaço, apesar de conflitos e confrontos. Aos poucos, uma relação de afeto certamente nascerá entre eles. Nada devia perturbar este equilíbrio conquistado em tempos remotos. Só que, um dia – ou talvez progressivamente, eles já não se lembram mais –, a água que os cercava desaparece, seca. A água se transforma em terra. Este caos rompe o ritmo original da vida e a família não tem mais como se alimentar. Devem partir, se exilar num outro lugar, onde possam encontrar a fonte da vida. A viagem os conduz para longe de casa, longe de tudo o que constituía o dia-a-dia. A viagem é longa, tem suas regras e armadilhas, e eles terão de enfrentar aquilo que nem podiam imaginar. Vão viver a espera, a esperança, mas também o desespero. Suas vidas, doravante, serão marcadas pela expectativa daquilo que lhes falta. E, quando menos esperam, serão invadidos pela saudade. saudade do ruído do mar, do cheiro da chuva, saudade da família, saudade...

OCCO
Marcela Reichelt e Tiago Romagnioni (SC)

DIA: 27 de setembro – sábado
Horário: 20h
Local: Teatro SESC Prainha

Adubo ou a sutil arte de escoar pelo ralo
TUCAN - Teatro Universitário Candango (DF)

DIA: 28 de setembro – domingo
Horário: 20h
Local: Teatro SESC Prainha
Indicação: público adulto
O espetáculo apresenta personagens cômicos e grotescos que se cruzam em várias estórias, trazendo a morte e o morrer como temas centrais. Através da comédia dramática investiga o misterioso momento com o qual todos os seres vivos, cedo ou tarde, se encontrarão: a morte. Por meio de vários personagens, Adubo, trata o assunto com serenidade, mostrando que a morte é apenas parte de um ciclo natural. Ágil em seu ritmo e profundo em seu conteúdo, o espetáculo enaltece o valor da vida.O cenário traz um imenso quadro negro. Com giz branco os atores desenham os espaços onde a ação se passa. Desenhos simples e fugazes criam ambientes que se transformam ao longo do espetáculo. A partir desses ébrios, os atores se transformam em outros personagens, mas sempre voltando ao bar, como os corpos que sempre retornam para a terra. Alguns instrumentos musicais compõem o espaço sonoro, completando a cenografia.

Women’s White Shirt
E(x)periência Subterrânea (SC)

DIA: 29 de setembro – segunda
Horário: 20h
Local: Teatro SESC Prainha
Indicação: público adulto

O Reencontro de Palhaços com a rua é a alegria do sol e a lua
Cia Teatral Turma do Biribinha (AL)

DIA: 30 de setembro – Terça
Horário: 15h
Local: Centro
O reencontro de dois palhaços que não se vêem há muito tempo e num encontro inusitado relembram o maravilhoso passado juntos. Um espetáculo cheio de reprise, gags, pilhérias e galhofas, floreado por música alegre e muita animação. Biribinha e Lingüiça há muitos anos fizeram muito sucesso trabalhando juntos no Circo Mágico. Quando o circo chegava às várias cidades do nordeste a dupla de palhaços era aclamada como os reis da comicidade, e diante desta realidade, eles nunca acreditavam que iriam se separar. Na década de 70, a televisão chegou com força nos lares brasileiros, com esta situação sobreviveram os circos a grandes dificuldades, com o Circo Mágico não foi diferente, e foi então declarada a falência da casa de espetáculos que abrigava os amigos Biribinha e Lingüiça. E, esses amigos se reencontram muitos anos depois e nesse momento, Biribinha convida seu amigo Lingüiça a participar novamente do espetáculo para relembrar os velhos tempos e juntos voltam ao picadeiro, aclamados pelos aplausos do respeitável público.

O Sapato do meu Tio
(BA)

DIA: 30 de setembro – Terça
Horário: 20h
Local: Teatro SESC Prainha
O Sapato do Meu Tio é a história de dois palhaços: o tio e o sobrinho. Ambos vivem na miséria, embora o tio ostente orgulho por um passado de fama e glória, do qual só restam os velhos cartazes. Sobre uma carroça, os dois viajam de cidade em cidade. De início o sobrinho é um mero puxador de carroça, subserviente e resignado de sua condição de servo de um grande artista. Com o tempo, o aprendizado se faz em via dupla: juntamente com as técnicas e o apuro artístico, o sobrinho aprende de seu tio a vaidade e o tio toma consciência do valor da humildade do mais novo. Nessa viagem, vida afora, alternam-se momentos de angústia, dor, alegria, tristeza, riso e lágrimas. Trata-se de uma homenagem ao ofício do palhaço. Embora a peça narre a história de dois artistas mambembes, vivendo uma situação específica, o seu significado pode ir além, por falar da transitoriedade da vida, da solidariedade, do respeito mútuo, do aprendizado e crescimento do ser.


Valor dos ingressos: R$ 10,00, R$7,00 (Clube do Assinante AN) e R$ 5,00 (comerciários, estudantes e idosos)
Endereços dos locais das apresentações:
Teatro SESC Prainha
Trav. Syriaco Atherino, 100, Centro
TAC – Teatro Álvaro de Carvalho
Rua Marechal Guilherme, 26, Centro
UFSC – Centro de Cultura e Eventos
Rua Roberto Sampaio Gonzaga, s/nº, Trindade
UDESC – Centro de Artes
Av. Madre Benvenuta, 2037, Santa Mônica

Oficinas Gratuitas:

Procedimentos Poéticos da Cena
com Piollin Grupo de Teatro (PB)
Vagas: 20
Dias: 03 e 04 de setembro
Local: UFSC
Horário: 13h30 às 17h30
Conteúdo: A oficina visa relacionar e aprofundar diversos conceitos/práticas ligados à interpretação teatral. Especial atenção será dada à relação do ator com o espaço cênico, a representação pós-dramática, o texto dramático e o texto cênico.

Larvárias – com Daniela Carmona e Adriano Basegio
Cia do Giro (POA-RS)
A oficina pretende enfocar o trabalho técnico das máscaras larvárias. Com uma abordagem prática, os participantes são conduzidos ao uso consciente do corpo através de exercícios que mobiliem a musculatura e as articulações em escalas e combinações. A relação com outros sentidos provocada pelaobstrução parcial da visão provinda do uso da máscara, além do jogo da larvária em atitudes de ação e reação imediata a qualquer estímulo. As improvisações também são propostas, abordando situações cotidianas ou fantásticas, uma gerando a outra em comunicação recíproca.
Vagas: 20
Dias: 04 e 05 de setembro
Local: UDESC – Centro de Artes
Horário: 8h30 às 12h30

Expressão através do movimento – com Lia Rodrigues
Essa oficina é desenvolvida e ministrada pela Lia Rodrigues Companhia de Danças e pretende descobrir novas possibilidades de expressão através do movimento e estimular o potencial criativo de cada participante. Através de exercícios específicos, ampliar e desenvolver a maneira particular de se mover e de se expressar que cada indivíduo carrega no próprio corpo.
Vagas: 20
Dias: 08 e 09 de setembro
Local: SESC – Sala de Dança
Horário: 9h às 13h

O Quintal – O Espaço Esquecido
com o grupo Ventoforte (SP), direção de Ilo Krugli
Linguagens a partir da pesquisa do Teatro Ventoforte, sob a coordenação de Ilo Krugli: animação de objetos, bonecos, máscaras, sombras, gestualidades e movimento corporal. Buscando integrar através das imagens simbólicas, gestualidades e movimentações de objetos, papéis, elementos da natureza e materiais que possam se identificar com os quatro elementos da natureza: água, terra, fogo e ar.
Vagas: 30
Dias: 22 e 23 de setembro
Local: UDESC – Centro de Artes
Horário: 18h30 às 22h30

Inscrições para oficinas na Central de Atendimentos do SESC Florianópolis
Informações pelo fone: 3229-2208 ou 3229-2209
Ou pelo site: www.sesc-sc.com.br

Nenhum comentário: