sexta-feira, 1 de agosto de 2008

[ Beijuras” é atração na Galeria de Arte Paulo Vecchietti ]


[ Beijuras” é atração na Galeria de Arte Paulo Vecchietti ]

Gabrielle Althausen propõe interação do público na Galeria Municipal de Arte

Um jogo, quase uma brincadeira que conduz a uma reflexão sobre as relações subjetivas, sobretudo, a do afeto. É o que busca a artista Gabrielle Althausen, que ocupa a Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchietti até o dia 6 de setembro. O projeto interativo começou no evento Farinhada Cultural, uma ação realizada num engenho de farinha no Rio Vermelho, no norte da Ilha de Santa Catarina, onde mora a artista. Num primeiro momento, em julho de 2006, a mostra “Beijuras” foi apresentada no Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa. Beijuras é a união das palavras beijo e gravura. A intenção é vincular o procedimento da gravura com um costume sociocultural cotidiano, o beijo, aproximando procedimentos da arte com a vida. A artista se coloca como mediadora de um processo colaborativo, amplificando o processo por meio da disponiblização de cartões instrutivos.Agora, de novo no centro da Capital, a artista aposta numa montagem que privilegia a divulgação de como realizar a obra. “A idéia principal é que o espectador repita o mesmo processo num local de sua escolha. Proponho a experiência de construção de novas maneiras de se relacionar com a arte, para, a partir dela, reconstruir formas de expressão. Nossos relacionamentos são em geral objetivos, ditados por relações práticas, sendo de trabalho, de estudo ou comerciais, em sua maioria”, diz Gabrielle. A instalação é composta de um tríptico de três módulos, nos quais constam imagens plotadas fixada na parede e um livro sobre um pedestal de madeira. Um outro suporte acomoda uma pequena caixa de madeira contendo vários cartões, nos quais estão impressas diferentes imagens do livro, tendo no verso o texto de instrução das Beijuras. Cada módulo segue os mesmos padrões, mas com conteúdos diferentes, pois cada um é registro de uma ação, totalizando três ações em locais e tempos diferentes.Gabrielle torce para que o espectador, ao se tornar o mediador da ação, inicie um processo participativo enfatizando relações subjetivas. Para tanto, cada visitante poderá levar consigo uma instrução. A exposição propõe uma experiência compartilhada na forma de um estímulo capaz de modificar o cotidiano do espectador de uma forma criativa. “Ele é incitado a vivenciar ativamente o mesmo processo em qualquer momento e lugar de sua escolha ao tornar-se também um mediador de uma ação coletiva. Poderá gerar descontinuidades no seu cotidiano com quem se relaciona, criando um diálogo entre arte e vida, entre produtor e receptor da obra de arte”, acredita a artista.
Instruções da artista
Para “Beijuras”
“Escolha um encontro entre pessoas para realizar a ação. Proponha um sorteio e escreva o nome dos interessados em pequenos papéis individuais.Comece por você, que sorteará o primeiro nome, passará batom e beijará a pessoa sorteada. Esta repetirá o procedimento: passará batom e beijará quem sorteou; e assim consecutivamente, até que a última pessoa dará o beijo em você.”

Serviço:
O QUÊ: Mostra “Beijuras”, de Gabrielle Althausen.
ONDE: Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchietti, praça 15 de Novembro, 180, esquina com a rua Tiradentes, centro, tel.: (48) 3228-6821.
QUANDO: Até 6/9/07, segunda a sexta,10 às 18h.
QUANTO: Gratuito.

Nenhum comentário: