terça-feira, 29 de julho de 2008

Exposição "Nossa Gente" segue até quarta no Museu Emílio em Jaraguá do Sul


Exposição "Nossa Gente" segue até quarta no Museu Emílio em Jaraguá do Sul
Obras retratam força produtiva da cidade em comemoração aos 132 anos de fundação do município

Sônia Pillon sonia.pillon@an.com.br
Pinturas, desenhos, colagens e esculturas que mostram a força do trabalho e o cotidiano de Jaraguá do Sul podem ser conferidos até quarta-feira no Museu Histórico Municipal Emílio da Silva. A exposição itinerante "Nossa Gente", que em junho foi conferida na Biblioteca Padre Elemar Scheid, do Centro Universitário de Jaraguá do Sul, traz obras de 21 integrantes da Associação Jaraguaense de Artistas Plásticos (Ajap).Os visitantes poderão conferir aspectos diferenciados da vida da cidade, desde o bucólico universo rural, passando pelo processo de industrialização e características típicas da vida urbana do século 21, fazendo a ponte entre o passado e o presente. Um dos fatores que mais chama a atenção é a diversidade de técnicas empregadas pelos artistas e os olhares diferenciados sobre o mesmo tema. Dentre as obras que mostram bem a rotina do homem do campo está a pintura de um caboclo sentado no canto de sua casa, fumando palheiro e apreciando a paisagem, de Jonas dos Santos, enquanto Mara Rúbia traz aquarela da antiga estação de trem. Já Arlete Schwedler mostra o carnavalesco "Manequinha", enquanto o escultor Adão apresenta escultura de metal reciclado e soldado do conhecido e pitoresco catador de papel "Bratz". Para a supervisora do Museu Emílio da Silva, Ivana Cavalcanti, além da diversidade de criações, estilos e técnicas empregadas nas obras, cada artista deixou sua marca na exposição. — Cada artista retratou sua cidade com um olhar diferente, alguns mais saudosistas, outros futuristas — declara. Ainda segundo Ivana, até o final de semana, em função das férias escolares, a exposição foi visitada principalmente por estudantes acompanhados dos pais.

Nenhum comentário: