quinta-feira, 15 de maio de 2008

Patrimônio do Meio Oeste teve a ajuda da comunidade e do iphan

Patrimônio
Igreja feita de madeira é restaurada
Patrimônio do Meio Oeste teve a ajuda da comunidade e do iphan

Um passo no passado e o barulho não nega. A madeira rangendo e o estilo gótico revelam que a obra é antiga. A Igreja Matriz de Vargem, no Meio-oeste, construída há aproximadamente 50 anos, está em plena restauração. As torres já demonstram como ficará a obra, com madeiras inteiras e pintura homogênea. Imponentes, podem ser vistas das margens da BR-282.Ressaltam, em meio às casas e à natureza, que a igreja é um ponto de referência importante na cidade. Por esse motivo, a comunidade se uniu para a restauração, idéia estruturada há mais de dois anos com a chegada do padre Domingos Pastore. A Procuradoria da República de Joaçaba intermediou os contatos com a Fundação Catarinense de Cultura e com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).A comunidade formou a Associação dos Amigos do Patrimônio Histórico, Cultural e Artístico de Vargem, que administram o fundo para a restauração. Os mais de R$ 140 mil vieram do Funcultural e estão sendo usados, para o restauro das fundações e paredes.O telhado foi feito em uma primeira etapa. Na segunda, foram feitos drenos no terreno, tábuas do assoalho trocadas, fundações e vigas substituídas, escadas e coro reestruturados.A intenção é que a volta das celebrações à Matriz São Judas Tadeu seja na segunda quinzena de julho. A data coincidirá com a festa de São Cristóvão, padroeiro do motorista e do agricultor.Para a igreja tombada pela cidade há dez anos e patrimônio estadual, faltam recursos da última etapa: a artística, que se refere a figuras de santos no teto, os ornatos e as pinturas nas colunas. O projeto está em fase de captação de recursos. Segura para acomodar 250 fiéis sentados, a Igreja está na lista para tombamento como bem cultural nacional.LILIAN SIMIONI Joaçaba

Nenhum comentário: