sábado, 24 de maio de 2008

Marighella vai ao palco de Itajaí

Teatro
Marighella vai ao palco de Itajaí

O revolucionário Carlos Marighella, que lutou contra a ditadura militar e foi morto na mesma época, terá a vida pessoal e a história de lutas representadas no espetáculo "Carlos Marighella e o Chamado de Cangoma". A peça será apresentada hoje e amanhã, no Teatro Municipal de Itajaí.No monólogo, o ator, diretor e historiador Lourival Andrade, idealizador do trabalho, é quem interpreta o revolucionário. "O Chamado de Cangoma" se refere a um canto escravo relacionado à idéia de liberdade, o que Marighella sempre buscou. Com uma hora e meia de duração, a peça também apresenta a sensibilidade poética, o gosto pela música, a paixão pelo Carnaval e pelo futebol e o amor incondicional do personagem por Clara Charf, sua companheira. "Tive a idéia de fazer o projeto depois que li obras de Marighella, pouco conhecido da população. A intenção é dar mais visibilidade a esse revolucionário", comenta o ator.Enquanto Lourival foca seu trabalho em Marighella, Eliane Lisboa se concentrou na produção dos textos e Pépe Sedrez responde pela direção do monólogo. Foram necessários três anos de pesquisa e produção. Eliane e Lourival entrevistaram integrantes da antiga Ação Libertadora Nacional (ALN), visitaram sedes do DOPs e o presídio da Ilha Grande (RJ), onde Marighella ficou preso, e a Alameda Casa Branca (SP), onde foi assassinado pelas forças repressivas da ditadura militar.BLUMENAU
Mais
O QUÊ: peça "Carlos Marighella e o Chamado de Cangoma".
QUANDO: hoje e amanhã, às 20h30.
ONDE: Teatro Municipal de Itajaí, rua Gregório Chaves, 111, bairro Fazenda, Itajaí.
QUANTO: R$ 10 e R$ 5 (meia).
O QUÊ: debate "Marighella e a Ditadura Militar", com Clara Charf.
QUANDO: amanhã, às 15 horas.
ONDE: Teatro da Casa da Cultura Dide Brandão, rua Hercílio Luz, 323, Centro, Itajaí.

Nenhum comentário: