terça-feira, 6 de maio de 2008

Artemio Zanon lança obra de sonetos na Feira do Livro

Literatura
Dois quartetos, dois tercetos
Artemio Zanon lança obra de sonetos na Feira do Livro

Sem pressa de publicar seus livros, Artemio Zanon deixa repousar em suas gavetas poemas, contos e romances escritos há 20 ou 30 anos. É um deles que lança hoje, às 17 horas, na Feira de Rua do Livro de Florianópolis. "Cisnes - 38 Sonetos Simbolistas Decassílabos Clássicos", uma homenagem ao poeta simbolista catarinense Cruz e Sousa, foi escrito há 22 anos e somente agora ganha a primeira edição."O texto literário, para mim, precisa ser trabalhado, transpirado. Eu busco as palavras exatas", comenta Zanon. No livro, o escritor parte de um verso de Cruz e Sousa - destacado entre aspas - para criar os outros 13 do soneto (na forma clássica, dois quartetos e dois tercetos). O último verso de cada soneto dá o título do poema. Para escrever "Na Mistificação de um Plenilúnio", por exemplo, Zanon partiu do verso "Na cabeça, nos olhos e nos seios", o terceiro do soneto "Dança do Ventre", de Cruz e Sousa. O poeta quis, com o livro, prestar uma reverência ao "cisne negro" e mostrar que o soneto continua vivo para poetas e leitores de poesia. "O soneto, para o bom poeta, jamais deixará de ser escrito", afirma.Para o escritor, dois dos poetas que melhor se expressam pelo soneto no Estado são Miguel Russowsky, de Joaçaba, e Solange Rech, falecido em janeiro deste ano.Autor de 20 livros de poesia, dois de contos, seis de ensaios, três jurídicos e participações em pelo menos outras duas dezenas de antologias, Zanon preside a Academia São José de Letras e ocupa a cadeira 37 da Academia Catarinense de Letras (ACL). A Feira de Rua do Livro de Florianópolis vai até o dia 10 de maio, na praça da Alfândega, sempre das 9 às 20 horas. A entrada é gratuita.

Nenhum comentário: