quarta-feira, 28 de maio de 2008

Amor e loucura inspiram espetáculo de grupo baiano


Amor e loucura inspiram espetáculo de grupo baiano
Cia. A Roda chega a Santa Catarina para iniciar o projeto Palco Giratório, promovido
pelo Serviço Social do Comércio (SESC).
DATA: 28/05 quarta-feira
LOCAL: Teatro Municipal de Itajaí
HORÁRIO: 20h
INGRESSOS: R$ 5,00 (comerciários e meia) / R$ 10,00 (inteira)

Não é de hoje a tentativa de explicar os mistérios do amor. Foi esse tema instigante, fascínio do imaginário popular desde os tempos mais remotos, que inspirou o grupo baiano A Roda na montagem do espetáculo “Amor & Loucura”. A peça faz parte do circuito de apresentações do projeto Palco Giratório, promovido pelo Serviço Social do Comércio (SESC/SC).
A partir de argumento de origem mitológica recontado pela escritora renascentista Louise Labé (em "Débat de Folie et d'Amour") por La Fontaine, dentre muitos outros, “Amor & Loucura" mergulha no inconsciente coletivo e se apropria de um recorrente dito popular para falar de um dos mais controversos sentimentos humanos: o amor.
Na montagem, atores manipuladores trabalham sobre uma estrutura circular, que faz alusão ao universo. A concepção da peça imprime ao tema elementos fantásticos, apoiados por trechos líricos da poetisa baiana Myriam Fraga, mesclados à trilha original composta para o espetáculo pelo violinista Uibitu Smetak e pela magia dos bonecos de madeira esculpidos pelas mãos de Olga Gómez, que também assina a direção do espetáculo. Radicada na Bahia desde 1986, a argentina é uma das responsáveis, ao lado de Marcus Sampaio, pelo nascimento da Cia A Roda, em 1997.
O pontapé inicial para o surgimento do grupo foi quando ambos, recém amigos, assistiam ao "Festival Mondial des Théâtres de Marionnettes" em Charleville, na França. Em meio a espetáculos de mais de 25 países e diferentes técnicas, a dupla pôde conferir duas raras exposições que fizeram parte do evento naquele ano: uma, dedicada ao célebre mestre do teatro de bonecos, o russo Sergei Obraztsov; a outra, uma impressionante mostra do secular teatro de bonecos japonês Bunraku. Aliado a essas experiências, o passeio pela biblioteca do Instituto da Marionete também foi decisivo para a formação e ampliação teórica do grupo que ali surgia.
Com 10 anos de estrada e seis espetáculos na bagagem, a Cia. A Roda é dos poucos grupos que dedica-se exclusivamente ao teatro de animação de bonecos na Bahia. O grupo prima pela qualidade visual bem como pela expressividade dos “protagonistas de madeira”. A técnica utilizada chama-se “manipulação direta”. Como o próprio nome sugere, ela consiste em mover o boneco diretamente através de suas articulações, sem o auxílio de fios, varas ou de outros recursos. Além de utilizar vestimentas pretas e trabalhar na busca da neutralidade corporal, A Roda também baseia o seu teatro na máxima sincronicidade de movimentos dos seus manipuladores.
Dia 28/5 – Itajaí
Teatro Municipal de Itajaí Rua Gregório Chaves, 111 - Fazenda
20h - R$ 10,00 (R$ 5,00 - comerciários, estudantes e idosos acima de 60 anos)

Nenhum comentário: