sexta-feira, 25 de abril de 2008

finalistas do Festival da Música e Integração Catarinense

Esta semana, durante o anúncio dos finalistas do Festival da Música e Integração Catarinense (Femic), o diretor do Seitec (órgão vinculado à Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esportes, e que gerencia os recursos dos fundos para projetos de incentivo), Gerson Hulbert, adiantou à jornalista Alícia Santos que está em estudo um edital específico para a música. Deve ficar pronto até o final do ano e, dentre suas prerrogativas, destinará investimentos para a produção de CDs e realização de turnês, entre outras iniciativas. Outra informação peculiar adiantada por ele é que do montante disponível no Funcultural para o ano, que gira em torno dos R$ 52 milhões, cerca de R$ 8 milhões vão para a música. Só as orquestras já asseguraram R$ 2,5 milhões. Que moral, hein?E como o assunto é Femic. O show Luiz Meira convida, com a participação de Sandra de Sá e Jorge Aragão, será a atração especial da final do festival, logo mais à noite no CIC, da Capital. Sandra de Sá retorna às raízes e relembra dos velhos tempos em que participava dos festivais de música. O Brasil conheceu aartista nos anos 80, quando no festival MPB 80, da TV Globo, classificou Demônio Colorido entre as 10 finalistas e a música obteve repercussão nacional. A partir daí, a cantora de timbre versátil, que vai do samba ao jazz, coleciona sucessos e mantém o repertório aberto, transitando pelos sons mais variados.

Nenhum comentário: