domingo, 13 de abril de 2008

Crianças querem teatro

Teatro
Crianças querem teatro

- Cadê o Papai Noel? - perguntava o inquieto Giusepe Canale, 4 (foto abaixo), no início do espetáculo. O bom velhinho não apareceu, mas o garoto divertiu-se com a peça e permaneceu atento, para a surpresa da mãe, a corretora Marleide Canale.Amanda Nunes, 10, gosta muito de teatro, mas não freqüenta tanto porque a maioria dos espetáculos são à noite ou voltados para adultos. Acompanhada da mãe Marlene Nunes, saiu sorridente da sala e até tirou fotos com os atores. A pedagoga Elisa Piazza levou o filho Igor, 9, porque considerou a peça diferente das convencionais.- É uma proposta que mistura cenários, além de trazer a mensagem de liberdade, amizade. Faz tempo que não trazia meu filho ao teatro, justamente por causa da baixa qualidade que se vê por aí. Às vezes faltam cenários, em alguns tem até palavrão - critica Elisa.Para tentar solucionar a falta de espaços para o teatro infantil na Capital, a Comissão de Pauta dos Teatros da Fundação Catarinense de Cultura - Ademir Rosa (CIC) e Álvaro de Carvalho (TAC) - estabeleceu a meta de agendar, no mínimo, dois espetáculos infantis mensais em cada palco.- Serão quatro por mês, sendo dois locais e dois de fora. A regra já existe no CIC, mas no TAC foi implantada no ano passado - informa Márcia Boos, administradora do TAC e membro da comissão.Há quem questione a distinção entre teatro feito para crianças e adultos, como o ator Révero Ribeiro, do grupo Teatro Jabuti e membro da Associação dos Produtores Teatrais da Grande Florianópolis (Gesto).- Às vezes, até no meio acadêmico, se pensa que teatro para crianças não requer uma pesquisa aprofundada. Sou contra. É possível fazer teatro infantil com a mesma seriedade que se faz para adulto.

Nenhum comentário: