sábado, 6 de outubro de 2007

“Seo Chico”, agora em DVD, resgata parte da história rural da Capital


Na cadência do tempo e do engenho
“Seo Chico”, agora em DVD, resgata parte da história rural da Capital
DivulgaçãoDocumentário foi concebido como um tributo ao famoso lavrador e fabricante de cachaça seo Chico, morto em 1996
Jéferson Lima

Florianópolis


O documentário “Seo Chico, um Retrato”, do diretor José Rafael Mamigonian, agora também pode ser assistido em DVD, que está sendo comercializado em bancas de revistas e videolocadoras da Capital por R$ 33,60. O protagonista do filme é o lavrador Francisco Thomaz dos Santos, personagem da história quase extinta dos engenhos de farinha, de cana-de-açúcar e alambiques de cachaça de Florianópolis.O longa é um testemunho dos encontros de seo Chico com a equipe de filmagem, que trabalhou com o objetivo de captar ao máximo a intensidade emocional dessa experiência, tragicamente interrompida com a assassinato de seo Chico, em 1996.Realizado com recursos da primeira edição do Prêmio Cinemateca Catarinense, o longa-metragem foi lançado nos cinemas em julho de 2006 e fez sete mil espectadores. O filme recebeu o prêmio de melhor fotografia no 15º Cine Ceará e no Fórum Internacional de Documentários de Belo Horizonte, ambos em 2005.O DVD tem legendas em inglês, francês, espanhol e também em português para facilitar a compreensão do linguajar nem sempre compreensível do “manezinho” seo Chico. O som é Dolby Digital 2.0 e 5.1. Além de conter uma cena adicional de 12 minutos, o DVD possui também o curta-metragem “Seo Chico, Terra e Alma”, produzido em 1998, galeria de fotos, três spots de TV, trilha sonora completa e um encarte ilustrado com 24 páginas.A rotina de Francisco Thomaz dos Santos consistia em trabalhar na roça e regularmente fazer funcionar a moenda de cana (movida à tração animal) e o alambique, produzindo uma cachaça de extrema pureza e excelente paladar. Ao receber visitas, tratava a todos sem distinção, fossem “pobres da sua marca” ou cidadãos “estudados” da Capital. Todos eram iguais ao comungar de sua pinga. Seo Chico falava com simplicidade e contundência o que pensava. Orgulhava-se de sua origem rural e honrava os ensinamentos éticos recebidos de seus pais.O documentário foi concebido como um tributo afetuoso ao lavrador e fabricante de cachaça, e foi montado de forma a preservar a cadência natural do tempo no engenho, respeitando o modo de falar do personagem e a lógica singular do seu pensamento. Mais informações podem ser obtidas no site www.seochico.com.br.
jeferson.lima@an.com.br

2 comentários:

Neide Martins e Roman Hernandez disse...

Gostaria que por favor, nos informem, onde podemos comprar o Dvd desse filme, moramos nas Ilhas Canarias Tenerife, quando o filme estava em cartaz fomos a vê-lo, eu e maeu marido que è espanhol... nos encantou a imencidao dessa historia tao simples e tao rica,, gostariamos que alguem da produçao nos respondesse, pois gostariamos de trazer o filme para aqui,, desde ja agradecemos pela atênçao

Spina Rodrigo disse...

http://www.seochico.com.br/dvd_pt.html

para comprar é só acessar o link.
Sucesso...